Espaço Aberto

espaco_aberto_default

Por Sandra Moura Dias
DCDJ – Divisão de Cultura | Biblioteca Municipal Ary dos Santos | Câmara Municipal de Loures

 

Libraries, Development and the United Nations 2030 Agenda

O IFLA International Advocacy Programme (IAP) é um novo programa de capacitação destinado a promover e apoiar o papel que as bibliotecas podem desempenhar no planeamento e na implementação da Agenda 2030 das Nações Unidas e dos SDGs.

 

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

A Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável é um quadro de ação que se centra em 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) com um total de 169 metas abrangendo os 3 pilares para o desenvolvimento: económico, ambiental e social. Os objetivos definem um plano em que todos os países se possam empenhar ativamente em tornar o nosso mundo melhor e em torno dos “5 P’s” – People (pessoas); Prosperity (prosperidade); Peace (paz); Partnership (parcerias); Planet (planeta).
Neste contexto, as bibliotecas e todos os serviços de informação são instituições-chave para alcançar os ODS.

Nos últimos anos, a IFLA – International Federation of Library Associations and Institutions, tem participado ativamente no desenvolvimento da Agenda 2030, defendendo a inclusão do acesso à informação, a salvaguarda do património cultural, a literacia universal e o acesso às tecnologias da informação e comunicação (TIC).
Em Junho de 2016 divulgou um documento orientador para as bibliotecas do mundo – Access and Opportunity for All: How Libraries contribute to the United Nations 2030 Agenda – veiculando a importância que estes equipamentos culturais/construtores de conhecimento detêm no cumprimento dos novos objetivos para o desenvolvimento sustentável mundial.

Conjuntamente a declaração Statement on Libraries and Sustainable Development (2002) introduz o acesso à informação como fator preponderante para a promoção do desenvolvimento sustentável e o Libraries and implementation of the UN 2030 Agenda – toolkit (2015) enquadra as bibliotecas como motor para o desenvolvimento local e regional.

A Declaração de Lyon assinada em 2014 por mais de 600 organizações convida os estados membros das Nações Unidas a assumir o compromisso internacional de garantir que todos tenham acesso à informação e que a sejam capazes de entender, usar e compartilhar de maneira a promover a sustentabilidade e o desenvolvimento de sociedades democráticas. Só assim poderá a “Cultura” ser incluída como 4º pilar para o Desenvolvimento Sustentável.

O acesso à informação apoia o desenvolvimento e capacita as pessoas para:

  • Exercerem os seus direitos civis, políticos, económicos, sociais e culturais.
  • Aprender e aplicar novas habilidades
  • Tomar decisões e participar de uma sociedade civil ativa e envolvida.
  • Criar soluções baseadas na comunidade para desafios de desenvolvimento.
  • Garantir responsabilidade, transparência, boa governança e capacitação.
  • Medir o progresso nos compromissos públicos e privados em desenvolvimento sustentável.

Os serviços de informação têm assim a responsabilidade de acompanhar a Agenda 2030 e uma oportunidade única de a transpor para as suas atividades e projetos, contribuindo em simultâneo para a sua própria valorização e reconhecimento enquanto serviços promotores de conhecimento e desenvolvimento.

 

Poderá consultar mais informação em:

IFLA – Bibliotecas, Desenvolvimento e a Agenda 2030
https://www.ifla.org/libraries-development
https://www.ifla.org/node/7408
https://www.ifla.org/node/7412

UNRIC – Centro Regional de Informação das Nações Unidas
http://www.unric.org/pt/objetivos-de-desenvolvimento-sustentavel
http://www.unric.org/pt/images/stories/2016/ods_2edicao_web_pages.pdf
http://www.unric.org/pt/images/stories/2015/PDF/Sustainable_Development_Goals_POSTER_PT.jpeg