À Conversa com…

a_conversa_com

noemiacanas

Noémia Canas

Membro da Direção da APDIS | 1997-2003

 

 

 

 

 

Membro da APDIS desde:
Sou a associada nº 75 da APDIS desde 1992, data em que concluí o Curso de Especialização em Ciências Documentais na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Embora, nessa altura, não estivesse ligada à área das Bibliotecas mas a trabalhar em informação de medicamentos, aceitei o convite da Dra. Lucília Paiva, então presidente da APDIS, e comecei pouco depois a participar activamente em Grupos de Trabalho e actividades relacionadas e fui eleita pela primeira vez para a Direcção da APDIS em Março de 1997.

 

1ª Posição Profissional:
A minha vida profissional decorreu na Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra (FFUC) onde fui Monitora, Assistente e Técnica Superior. Leccionei no grupo das Ciências Naturais e Farmacêuticas – Farmacognosia e Farmacologia – e, como era prática comum naquela altura, dei aulas de disciplinas tão diversas como Farmacognosia, Biologia, Botânica Farmacêutica, Fisiologia, Farmacologia e Farmacoterapia. Durante anos, representei a FFUC no grupo de Farmacoterapia que, em colaboração com a Ordem dos Farmacêuticos e a Associação Nacional das Farmácias, levou aos farmacêuticos de todo o país cursos de actualização de conhecimentos na área da Terapêutica medicamentosa.

Em 1997, quando a Dra. Lucília Paiva anunciou à Direcção da FFUC a sua intenção de se aposentar, fui convidada para mudar de carreira e transitar para a Biblioteca assumindo as funções de bibliotecária. Aceitei a proposta e, ainda durante algum tempo, tive o privilégio de poder conviver profissionalmente com a Dra. Lucília e adquirir, sem ansiedade, os conhecimentos indispensáveis ao desempenho sem sobressalto das minhas novas funções.

Em 2009, no âmbito da restruturação das bibliotecas da UC, entrou em funcionamento a nova Biblioteca das Ciências da Saúde, fruto da fusão das anteriores bibliotecas das Faculdades de Medicina e Farmácia. Fui integrada no quadro da nova instituição e foi nessa qualidade que me aposentei em Novembro de 2011.

 

Formação Académica:
Sou licenciada em Farmácia e especialista em Ciências Documentais pela Universidade de Coimbra.

 

Website favorito:
Não tenho Website favorito e, confesso, dou prioridade a todas as ocupações que me mantenham afastada do computador. Uso-o sempre que é preciso e não sou, de todo, avessa ao seu contacto. Porém, tal como ao automóvel, considero-o apenas um utilitário.

 

O que é que considera ser o maior desafio na biblioteconomia contemporânea?
O maior desafio da biblioteconomia contemporânea é, do meu ponto de vista, a demonstração da mais-valia da sua existência e dos profissionais que a protagonizam. Numa época em que a literacia na utilização de computadores aumentou exponencialmente e o acesso à informação está muito facilitado, é preciso provar aos decisores e aos utilizadores dos serviços de informação, documentação e bibliotecas que as diferentes componentes do processo biblioteconómico levadas a cabo por profissionais com conhecimentos específicos adequados aumentam a qualidade dos produtos e o bom desempenho dos Serviços. Evidentemente, não será igual em todos os serviços a componente biblioteconómica a promover, os pontos vulneráveis a corrigir ou aperfeiçoar. Todos, porém, terão sempre em vista a satisfação do utilizador.

 

Que momento mais a marcou como fundadora da APDIS?
Como fiz parte de duas direcções da APDIS, entre 1997 e 2003, tive inúmeras ocasiões marcantes, a maioria boas. Porém, o momento que considero especial e único, sem dúvida porque me tocou pessoalmente, foi a homenagem à Dra. Lucília Paiva, durante as XII Jornadas APDIS.

 

Como vê o facto das XII Jornadas APDIS, se terem realizado na Universidade de Coimbra?
A realização da XII Jornadas em Coimbra constituíram um momento de grande significado para todos os que acompanharam a APDIS desde o seu início ou que tiveram o privilégio de conhecer a 1ª Presidente da sua Direcção. Os que a não conheceram tiveram a oportunidade de se aperceber, através dos trabalhos e testemunhos apresentados na sessão, da sua personalidade multifacetada e espírito empreendedor. Foi a comemoração das bodas de prata da APDIS com um excelente programa científico mas, também, no local onde mais correctamente poderia ter sido. A Direcção está de parabéns por essa decisão.