Caminho percorrido, percurso a trilhar…

Sílvia Lopes

Caros Associados e Amigos,

 

Estamos no final de 2015, e é tempo de olhar para trás, ver o caminho percorrido, perceber os objectivos alcançados, identificar os constrangimentos encontrados e perspectivar o percurso a trilhar. O caminho nem sempre é fácil e, apesar de nem tudo ser “visível”, muito se conseguiu fazer ao longo deste ano.

Das actividades menos visíveis e impactantes contam-se a transferência da tesouraria para a sede em Lisboa e, em consequência, a mudança de contabilista. A gestão de recursos (materiais e financeiros), a reorganização do arquivo na Sede, a manutenção do espaço e a angariação de equipamentos necessários para a realização das actividades programadas para 2016.

Por outro lado, existem diversas actividades que potenciam de imediato a APDIS, lhe dão visibilidade e reforçam a sua importância a nível nacional, como entidade representativa dos profissionais ligados à informação nas ciências da saúde. Sendo este um dos objectivos desta direcção, podemos dizer hoje, com humildade, que a APDIS está cada vez mais activa e presente na sociedade civil portuguesa e junto dos seus associados. Prova disso é a sua participação em Grupos de Trabalho – GT de Informação aos Utentes e o GT das Bibliotecas da Administração Central do Estado.

Também, após 2 anos de ausência, a APDIS voltou a estar presente na EAHIL, desta feita na Escócia, no EAHIL+ICAHIS+ICLC WORKSHOP 2015 Edinburgh. A nossa participação representa um esforço desta Direcção na projecção internacional da Associação e das Bibliotecas da Saúde nacionais e dos seus profissionais junto de colegas e instituições europeias. A este respeito importa referir como foi gratificante percepcionar a satisfação manifestada pelos nossos colegas pela presença portuguesa no evento.

A realização de protocolos com algumas entidades, a promoção da APDIS e divulgação de informação e das suas actividades, em particular, junto dos Associados e da sociedade foi uma realidade em 2015. Actualmente, a APDIS tem mais dois protocolos assinados: com a Associação Fazedores de Mudança – Projecto “INFORMAÇÃO DE SAÚDE: Mais Transparência, Melhor Decisão” e com a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa – Projecto de correcção e uniformização dos conteúdos da LAO. Mantêm-se os protocolos assinados em direcções anteriores com a APDSI – Associação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade da Informação (2006) e com a CML – Câmara Municipal de Lisboa (2013).

A Newsletter APDIS foi um dos canais de comunicação com os associados e, apesar de algumas dificuldades encontradas, conseguimos manter a sua edição respeitando a periodicidade e estrutura predefinidas. A divulgação de actividades várias como cursos, workshops, formações através de diversas mailing lists foi também uma realidade durante este ano.

Já no último trimestre do ano, mais precisamente no início de Novembro, organizámos a nossa primeira actividade cultural – uma visita-guiada, em parceria com o Museu Nacional de História Natural e da Ciência, à exposição «Cuidar e Curar: Medicina e os Museus da Universidade de Lisboa». Pela quantidade de participantes e pelo feedback que fomos recebendo, podemos dizer sem qualquer dúvida que foi um sucesso que gostaríamos de repetir em 2016.

Dito isto, creio que os resultados obtidos foram bastante positivos. Por esse motivo, não posso deixar de manifestar o meu sincero agradecimento a todos quantos colaboraram com a APDIS, aos membros dos Corpos Sociais e, em especial, aos membros da Direcção pelo envolvimento, responsabilidade e dedicação com que foram abraçando cada projecto, cada actividade ao longo deste ano.

Feito um pequeno balanço do que foi este ano de 2015 para a APDIS, deixo-vos algumas pequeníssimas notas do que desejamos e perspectivamos para 2016.

No próximo ano, os Grupos de Trabalho continuam em exercício. Também estão previstas melhorias na Lista APDIS Online (nomeadamente nas funcionalidades de pesquisa e nos conteúdos) e no RBAS – Repertório das Bibliotecas da Área da Saúde. A Newsletter continuará a ser um dos canais de comunicação da associação mas gostaríamos de renovar a sua estrutura, incentivando uma maior participação de todos (profissionais, utilizadores, associados e amigos). O plano de formação, a realização de seminários e a organização de mais actividades culturais vão arrancar já no início do ano (teremos novidades em breve).

Finalmente, gostaria de destacar que o ano 2016 marca os 25 anos da APDIS! E nada melhor do que comemorar esta ocasião com a realização das XII Jornadas APDIS, em Coimbra.

A APDIS tem, desde a sua origem, uma forte ligação à Universidade de Coimbra. A colega Lucília Paiva, Farmacêutica e Bibliotecária da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra, foi uma das Fundadoras da APDIS e a primeira Presidente da Direcção, entre 1991 e 1997.

Por esse motivo, a actual Direcção entendeu assinalar a realização deste evento, em Coimbra, celebrando os 25 anos da APDIS, com uma meritória homenagem, e instituir o “Prémio Lucília Paiva”, galardoando a melhor comunicação oral e o melhor poster apresentados às Jornadas APDIS.

Acreditamos que as XII Jornadas APDIS, a sessão de homenagem, a instituição do prémio e a celebração dos 25 anos da APDIS serão momentos marcantes e agregadores de quantos sonharam e criaram a APDIS e de todos os que de algum modo se envolveram e continuamente se envolvem para fazer da APDIS, hoje, uma referência para bibliotecários, profissionais e instituições de saúde em Portugal…

…Porque JUNTOS CRIAMOS VALOR!

No final de 2015, em nome da APDIS, desejo-vos umas Festas Felizes e um Ano de 2016 repleto de sucessos pessoais e profissionais!

 

Saudações associativas,

Sílvia Costa Lopes
28 de Dezembro de 2015