À conversa com…

a_conversa_com

manuel_brandao

Manuel Brandão

Serviço de Biblioteca, Arquivo e Documentação da Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Instituto Politécnico do Porto

 

Membro da APDIS desde:

Sou membro desde 2010.

 

1ª Posição Profissional:

Bibliotecário na Escola Superior Artística do Porto

Formação académica:

Licenciatura em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Pós-Graduação em Ciências Documentais pela Universidade de Coimbra.

Website Favorito:

A página na internet do The Guardian.

 

PERGUNTAS:

1. Qual a sua posição atual?

Coordenador do Serviço de Biblioteca, Arquivo e Documentação da Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto.

2. O que acha mais interessante no seu trabalho?

O contacto humano e a capacidade de encontrar a informação certa e adequada para responder às necessidades dos utilizadores.

3. Qual foi o seu maior desafio profissional?

Provavelmente terá sido montar desde raiz a Biblioteca Municipal de Póvoa do Varzim, a primeira da região, que foi uma importante fonte de inovação com todos os serviços criados já nessa altura, e a funcionar desde 1991.

4. Como é que se tornou interessado na área da biblioteconomia da saúde?

Foi um pouco fruto de um conjunto de circunstâncias e acaso. Não foi uma escolha premeditada, mas revelou-se uma escolha interessante.

5. Foi bibliotecário noutra área, antes de ser da saúde?

Em bibliotecas de leitura pública.

6. O que é que gostaria de ser, se não fosse um bibliotecário?

Provavelmente engenheiro ou design.

7. O que é que considera ser o maior desafio na biblioteconomia contemporânea?

Conseguir continuar a ter uma visão geral da profissão, conseguindo abranger as diferentes áreas de diferenciação que surgem atualmente, quer na parte técnica, de formação, de bases de dados. A biblioteca é  muito diferente hoje do que à 27 anos atrás.

8. Está envolvido em outras organizações?

Sou sócio da BAD.

9. Que conselhos daria a alguém que fosse começar uma carreira como bibliotecário da saúde?

A área de saúde é a área que exige ao Bibliotecário muito para além do domínio das ferramentas da sua profissão. Exige ao profissional de biblioteca e documentação um grande conhecimento na área da saúde, tem de estar minimamente inserido nesse meio, por forma a saber enfrentar os desafios que surgem.

10. Quais são os seus planos para o futuro?

A breve trecho, vou passar a uma colega o serviço que desenvolvo aqui e vou passar a coordenar o Gabinete do Instituto Politécnico do Porto que agrega as várias plataformas aqui existentes, bem como dar apoio às bibliotecas e arquivos.

No futuro os desafios serão projetos em termos tecnológicos, mas que ainda estão um pouco verdes.